É ouvir e gostar

segunda-feira, 16 de março de 2009 23:44 By Lucio Neto

A história do rádio se confunde com a história do país da metade do século passado para frente. É e sempre será o grande veículo de massa superando os demais em número de domicílios, apesar dos donos de televisões venderem ao contrário.

A televisão com toda a sua magia de som e imagem não emplaca nenhum ídolo na música. Quem faz o sucesso é o rádio que toca todo dia a música do seu artista. No sucesso musical como na publicidade o que funciona é a técnica da repetição espaçada. Faustão não consagra nenhum cantor. Lá, aparecem apenas os consagrados pelo rádio. Mas, infelizmente, como tudo nesse país, o rádio não é mais o mesmo. Seu poder de comunicação permanece intocável. No entanto, é uma comunicação a serviço dos políticos que são os proprietários de 95% das emissoras de rádio do país. Concessão de emissoras de rádio virou moeda de troca de favores políticos no Congresso Nacional e nas mãos dos políticos virou instrumento de seus interesses pessoais. A missão do rádio – educar e informar – foi parar na lata do lixo. As grandes vozes do rádio cederam lugar a casguitos locutores que de tanto gritar ao microfone acabam afônicos. A programação musical passou a atender a um plano de mídia das gravadoras que impõem seu lixo eletrônico para ser consumido pagando dez inserções de uma musiqueta por dia. É claro que vai fazer sucesso. Você gosta daquilo que ouve e se só lhe dão lixo para ouvir você vai achar que isso é que é o bom. Em quantas emissoras de rádio do país você ouve um Chico Buarque, um Caetano Veloso, um Gilberto Gil, Edu Lobo, MPB 4, João Gilberto, Nara Leão, Zizi Possi, Toquinho, Vinícius, Tom Jobim, Elis Regina e tantos outros que consagraram a nossa música?

Mas, como sempre existe uma luz no final túnel veio a internet e com ela o desenvolvimento de novas tecnologias de som e imagem, permitindo que o rádio mais uma vez mostre a sua força. Somente o portal www.rádios.com.br congrega mais de 16 mil emissoras desenvolvidas exclusivamente para a internet. São rádios para todos os tipos e gostos. Uma dessas emissoras é a FM PRINCESA DO SOL desenvolvida e mantida por esse editor, sendo a quarta mais ouvida na categoria MPB segundo o citado portal. Assim, os apaixonados pela boa música e pelo rádio tem a oportunidade de produzir um veículo de comunicação de qualidade já que, dentre as suas qualidades, não figuram as de um político acostumado a mamar nas tetas do governo.

Aproveite e ouça a nossa programação no novo player exclusivo da Princesa. Basta clicar em “destacar player” e uma janela se abre e você pode seguir navegando ouvindo o melhor da mpb, jazz, bossa nova, rock, pop e blues. Instale também o plugin com link à esquerda. Mesmo as caixinhas de som originais do computador ganham mais peso. É ouvir e gostar.

0 comentários: